Notícias

  • Colômbia adquire primeira remessa de genética Canchim

  • Data: 09/05/2018
  • Fonte: http://www.abccan.com.br/gado/colombia-adquire-primeira-remessa-de-genetica-canchim/
  • Colômbia adquire primeira remessa de genética Canchim
  • Em visita ao Brasil, empresários colombianos levam 50 embriões de uma cesta genética na linha do lendário Gato LS e de matrizes de grande destaque da Calabilu

    Com ações voltadas para promover o Canchim fora do País, a ABCCan comemora a primeira remessa de genética adquirida pela Colômbia neste mês de maio. Em visita ao Brasil, o criatório Hacienda El Palmar adquiriu 50 embriões da Fazenda Calabilu, de Luiz Adelar Scheuer, em Capão Bonito (SP), assegurando a implantação do primeiro criatório de Canchim puro no País. Além da Calabilu, os colombianos visitaram também a Ilma Agropecuária, propriedade de Irineu Lopes Machado e Adriano Lopes, em Angatuba (SP), onde puderam verificar “in loco” a qualidade dos cruzados Canchim e dos bezerros produzidos a partir de vacas comuns. De Angatuba, os visitantes seguiram para Alta Genetics em Uberaba (MG), onde tem uma bateria de touros Canchim em coleta de sêmen.

    Para Luiz Scheuer, proprietário da Calabilu, a exportação dos primeiros embriões coroa meses de negociação entre as partes envolvidas e aponta um novo nicho de mercado para o Canchim. Os colombianos adquiriram uma cesta genética na linha do lendário Gato LS, e de matrizes de grande destaque da Calabilu, todas elite do plantel selecionado há 22 anos. “Estamos expandindo as fronteiras da raça, fruto dos esforços da diretoria da nossa associação e também do espírito de coletividade dos criadores envolvidos nos projetos de divulgação e difusão da raça em outros Países”.

    A visita dos colombianos ocorreu de forma espontânea e foi novidade para a ABCCan.

     

    Visitantes na Calabilu

     

    Visitantes na ILMA

    Exportação habilitada – No intuito de um entendimento sobre os caminhos da exportação, o protocolo sanitário para a exportação de sêmen e embriões é um assunto que vem sendo discutindo com agentes especializados  em exportação de material genético animal, visando a comercialização de sêmen e embriões para atender as consultas recentes de produtores da Colombia ,Equador, Nigéria e Turquia, países que têm demonstrando interesse na genética Canchim.

    O próximo passo, segundo a entidade, será construir um convênio de cooperação entre associações para dar suporte aos projetos internacionais que ingressarem na raça, permitindo melhor aproveitamento da genética adquirida no Brasil. “Acordos na área de registro genealógico ainda precisam ser estudados, mas daremos total apoio no manejo e início de plantel aos novos parceiros”, garante o Presidente.

    Nos próximos meses, a diretoria fará palestras para divulgação do Canchim no cruzamento industrial em regiões de pecuária extensiva no Brasil, como parte das ações estruturadas para o fomento à raça também no território brasileiro. O circuito será aberto por Valentin Suchek, em 10 de maio, durante a Agrotins, Feira Agropecuária do Tocantins, na capital Palmas, e terá sequência em Araguaína, no dia 14 de junho, a cargo de Adriano Lopes.

<< Voltar